The Diary of Ahadi


Anteriormente em The Diary Of Ahadi:

29 março de 2011 (19:24) :

Dakota: Alguém jogou uma garrafa para nós.... - Dakota pega a garrafa - Seria ela? - Sussurrou para Chris.
Christini: Deixe-me ver - Dakota asselerou os passos até Chris e entregou a garrafa. - Há um papel aqui dentro .
" A ÚNICA MANEIRA DE SAIR DA ILHA É ME AJUDANDO - Ahadi "
29 de março (20:00):

Dakota: Chris acorda logo, é urgente, nao lembro dos meus sonhos por muito tempo! Parecia que eu estava lá, foi estranho , sonhei com Ahadi ...
Dakota contou o sonho para Christini, e em um momento de reflexão o Diario abre rapidamente folheando-se , mais dessa vez era diferente, por que nele não era bem uma escrita...

Christini: É melhor você ver, está pela metade .
Dakota: E a outra metade?!
30 de março de 2011 (13:03) :

Dakota: Estranho, já era para termos chegado. - Olhava ao redor, confusa - Será que enquanto pescávamos, saíamos do lugar e nem percebemos? Talvez se continuarmos andando para este lado ... - Foi interrompida por Chris, que fizera um gesto para que Dakota ficasse em silêncio.

Christini: Está escutando? - Sussurrou .

Gritos. Não tinham certeza, mas pareciam que várias pessoas estavam gritando, pareciam que essas pessoas estavam realmente em perigo.

Corriam, até que avistam o vulcão. Os gritos estavam mais altos. Encontram a caverna, mas ela estava...iluminada. Havia duas tochas acessas, uma  de cada lado da abertura da caverna.

Dakota: Desculpa.. Não quero entrar. - Deu um passo para trás, ao contrário de Christini, que já caminhava para dentro da caverna.

Dakota ainda andava de um lado para o outro e Chris não voltara da caverna. Decidiu então entrar, mas alguém à empurra.

Automaticamente, para poder ajuda-lo, Dakota o perseguiu. Entraram entre as árvores, a mata começava a ficar mais fechada, até que ele é ferido por algo e caí sobre as pedras do chão.

-  Minha filha! Pegaram minha filha! - Dizia o homem. Não, ele não falava o mesmo idioma que Dakota, mas ela conseguia o compreender, sem alguma razão.

Dakota correu em disparada à caverna. O que não esperava era que tudo estava como antes. Vê Chris sair da caverna, a puxou pelo braço em direção ao homem. Outro choque. Não havia nenhum homem ali... Haviam... Ossos.

Christini: Como achou esse esqueleto? 

Dakoa:Na verdade.. Ele me achou há dois minutos, quando estava vivo. Ele procurava por sua filha... Alguém tinha a levado.

Christini: Acho que Ahadi, em vez de nos contar seu passado, quis nos mostrar o que houve em 1488. Isso e seu sonho, que como você disse, parecia que você realmente estivesse lá...E se você realmente estava lá? E se Ahadi tivesse te levado para lá, assim como agora? Mas de uma coisa tenho certeza, se alguém levou a filha deste homem, sei quem é ele... Eu lhe apresento  Zuber - Encararam o esqueleto - Irmão de Oba e ... pai de Ahadi. Descobri apartir disso - Mostrou a metade de um papel para Dakota e sim, ela entendeu que aquilo era a outra metade, a que faltava
(Clique aqui para ver a página do Diário). - Você não acreditaria se eu falasse quem me entregou isso...
30 de março de 2011 ( 17:23):

Dakota: Olha pro Diário, aqui ó, esses simbolos debaixo dos nomes delas.


Christini: Sim, uma interrogação e um x . É o fim da arvore genealógica, isso eu vi. Será que Ahadi tem decendente? Mas quando ela escreveu isso ela não sabia que ia acontecer algo, então a interrogação mostra que Ahadi poderia ter mais na sua geração.


Dakota: E a Amira não?.. Espera ai, a Amira é esteril?


Christini: Pelo o que eu vejo aqui é possivel, faria sentido se a maldição estivesse na geração de Amira e então eles tivessem feito o ritual justamente pra passar isso para Ahadi, que diferente de Amira , pode ter filhos.


Dakota: Chris que barulho é esse?


Quando as duas se aproximaram da entrada da caverna parecia que a mesma desordem se repetia, pessoas correndo e gritando. Chris ja percebia que Dakota já não estava ali, teria sumido?


Christini: Ahadi ?... -diz chris assustada, sem entender o que estava acontecendo.


Ahadi: Sim , sou eu Christini, desculpa vos trazer para a ilha, não tive escolhas ao meu alcance, já que eu sou só uma miragem no presente. Preciso de você e de Dakota, é a unica maneira de quebrar a maldição.


Enquanto isso, Dakota se depara com o mesmo homem, Zuber, pai de Ahadi.


Zuber e Dakota correm sem direção e acabam parando no penhasco. Zuber escorrega na pedra, Dakota quando vê ele está longe demais para ela tentar segura-lo, as pedras estavam escorregadias e Zuber acaba caindo do penhasco .


Christini: Que maldição é essa?! Como quebra-la??


Ahadi desaparece , tudo em sua volta também, com o vento aquele cenário estaria sendo levado e quando menos percebe Christini havia voltado para a caverna e Dakota também.

...............................................................................................................................

Capítulo 10

(Photo By Mayana)

30 de março de 2011 (18:42):

Dakota: Zuber! Segure minha mão ! - Forçava sua voz rouca, na frase que repetia pela quinta vez, antes que repetisse a morte de Zuber.

Seus cabelos espalhavam-se com o forte vento da chuva, cada vez mais pesada. Como um dejavu, os pé direito de Zuber escorrega, fazendo com que fique mais pesado, e consequentemente, que Dakota não tenha forças para segurá-lo. Sua mãe fria e tremendo, solta-se da de Dakota. Um último suspiro, e um grito abafado no abismo.


Dakota, ainda com as mãos esticadas, como se ainda tentasse ou pudesse socorrer Zuber, Christine a observava. Ambas começaram a ouvir o grito das pessoas novamente.

Dakota: Ah não! - Cobriu o rosto com as mãos tremulas, enquanto tentava não chorar novamente. - O que temos que fazer Christini?! Tudo que fazemos, não importa o que, continuamos a voltar no tempo!

Christini: Estas outras vezes, Ahadi não estava mais aqui na caverna, a esperei, mas nada. Por que ela não aparece mais?

Dakota: Não sei, não sei... Temos que salvar Zuber, para as coisas serem diferentes, mas não consigo! Ele sempre escorregará nas pedras, eu tentarei salvá-lo , mas ele cairá!

Christini: … Não podemos desistir! As coisas não mudarão se não tentarmos, Dakota! Corra atrás dele, aguardarei Ahadi.

Dakota respira fundo e corre para fora da caverna. Zuber passa por ela, diz que os outros pegaram sua filha, e Dakota e Zuber correm entre as árvores.

Tiros são desparados contra os dois, não pódiam parar de correr ou olhar para trás. Estavam no mesmo caminho que levava ao penhasco, quando Dakota decide retornar, para que não caiam novamente do penhasco.
..
Na caverna:

Christini: Ahadi?? - Chris levanta a cabeça lentamente, que apoiava entre os joelhos, enquanto esperava por algum sinal de Ahadi.

Ahadi: Vocês sabem o que fazer. - Dizia apressadamente.

Christini: Por que não aparecera das outras vezes?

Ahadi: Eu estava atrás disso. - Entregou cuidadosamente nas mãos de Chris, um velho relógio de bolso.

Christini: O que... Ah, por que? Para o que isto, Ahadi?

..
Na floresta:
Homens brancos cercam Dakota e Zuber. Os homens vestiam vestes que lembravam muito ao estilo dos europeus da época. Dakota leva seus braços ao alto, mas Zuber continuou correndo. E por isso, um arma for a mirada em direção a ele. Como extinto, Dakota entra na frente de Zuber, sentindo o impacto da bala em seu peito, ela acabara de levar um tiro por ele.

..
Na caverna:

Ahadi: … O tempo irá voltar novamente.. Christini, apenas lembre-se de me fazer lembrar, mostrando-me isto! Encontre-me e mude minha história! - Christini assistia Ahadi dizendo cada vez mais forte, enquanto toda a matéria em sua volta se apagava.

Christini: Está dizendo que quem morrera fora você, Dakota ?

Dakota: A dor que senti e o sangue em minha blusa são bem claros!! - Ela gritava irritada. - Eu não estou aguentando isso!

Chistini: Ahadi apareceu desta vez, ela disse para encontra-la! Nós vamos sair disso! Ela fez algo diferente, me entregou isto – Chris mostra o relógio para Dakota, que o ignora, indo em direção a saida da caverna.

Dakota: Espera eu morrer de novo ali, que eu ja volto e vejo! - Gritou, enquanto lágrimas escorriam de seu rosto.

O vento sopra seus cabelos, Zuber esbarra em seu ombro e grita por sua filha. Dakota o persegue e ambos entram entre as árvores.

Fazer algo diferente, pensava Dakota.

Dakota: Zuber, esca-le a árvore, depressa! - Zuber a ouviu e com facilidade, agarrou os galhos e subira em uma medida alta. Ele estende a mão para Dakota, e a ajuda a subir. Diferentemente de antes, o tempo não voltara, assim como ambos estavam vivos.

..
Na caverna:

Christini percebera que o tempo passara mais que anteriormente, as coisas estavam diferentes, mesmo ainda estando no ano de 1488. Esperou por um longo tempo, quando decidiu sair da caverna. O que não fora uma boa decisão.

Homens a avistam e rapidamente a prendem. Ela reconhece as roupas europeias de todos eles. Amarram um pano em sua boca e olhos, e quando tentava gritar por ajuda, um golpe a desacordou.
..

Abrindo seus olhos lentamente, Christini tentava levantar-se. Não reconhecia o lugar onde estava, fechado, paredes rochosas e grades a prendiam, lembrando-a uma prisão. Com certeza não era a caverna. Ainda tonta e com dor na cabeça, fazia o que podia para enxergar claramente. Uma sombra pôde ser vista próximo a ela, rapidamente, vira seus olhos em direção à pertencente desta.

Christini: A..Ahadi? - Perguntou confusa.

Ahadi: Como sabes quem sou ? Não se aproxime, ou te farei desmaiar assim como eles te fizeram! - Ela encarava Christini assustada, desconfiada e segurando um grande pedaço de madeira. Ela parecia não saber de nada.

................. C.O.N.T.I.N.U.A ….................

Categories:

3 Responses so far.

  1. Tami says:

    tem selinho de qualidade pra você lá no meu blog http://amizade-complicada-tami.blogspot.com.br/2013/01/heey-galera-hoje-postagem-sera-sobre-um.html - Tamires

  2. T. says:

    Muuuuito obrigada Tami !!
    <3 <3 <3
    xx
    -T.

  3. Tami says:

    Heyhey, tem outro selinho de qualidade pra você no meu blog: http://amizade-complicada-tami.blogspot.com.br/2013/02/selinho-what-makes-you-smile.html

Leave a Reply