The Diary of Ahadi


Anteriormente em The Diary Of Ahadi: 





Atrás das malas elas veem o Diario sendo folheado pelo vento. O diario se quetou, e parou em uma pagina em que estava escrito :

(entre no diario e acompanhe a História)


Christini: Não intendi bem, isso está muito confuso , ontem esse diario estava em branco.
Dakota: Olha a data , é de 1488 .
Dakota: Hoje seria que dia ?
Cristini: O barco caiu dia 26, passou 2 dias , dia 28 .
Dakota: O mesmo dia que esta no diario, so o ano que esta diferente.
Dakota: E se a gente arrancar uma folha do diario e escrever e colocar em uma garrafa, a gente joga no mar, vai que alguem encontra...

Cristini aceitou a ideia, achou uma garrafa no meio dos entulhos do navio e escreveu com o caldo de algumas folhas vermelhas amaçadas. Dakota enrolou o papel e o colocou na garrafa. A mensagem dizia:

---------**-----------



 Christini: Você está bem Dakota? - Perguntava à sua amiga que parecia realmente péssima com seu rosto pálido.
Dakota: É meu estômago... - Respondeu baixo - E é nessas horas que precisávamos de um kit de primeiro socorros.
Christini: Não achamos, o mar com certeza deve ter levado tudo... - Respirou fundo - Eu vou encontrar algo. Não saia daí.
Dakota: Não! Espera!  Aonde vai
Christini: Precisamos de ajuda, falarei com aquela garota.
Dakota: Mas nem sabemos se ela é realmente real! Faz dias que estamos aqui e vemos essa garota que some de repente. Não acha que isso é coisa de nossas cabeças?




Christini se calou e se deitou novamente sobre os lençóis estendidos no chão frio da caverna.
Meia hora depois, quando percebeu que Dakota havia adormecido, levantou com uma conclusão em mente: ''
Se a garota fosse apenas coisa de nossas cabeças, não seria possível nós duas termos a visto ao mesmo tempo.'' . Com as pontas dos pés, saiu da caverna e então seguia para a floresta, mesmo de baixo da chuva que começara.

Christini: Eu tenho que encontrar algo...Encontrar ajuda. - Dizia a sí mesma, enquanto observava o lugar, cheio de árvores altas, com uma das mãos à cima de seus olhos, para poder enxergar na chuva que aumentava. 

Já estava longe e perdida, quando encontra um tipo de erva não imaginava que encontraria ali, ou melhor, que era impossível encontrar em uma floresta.

Christini: Isso é...Boldo? - Perguntava-se. - Isso é impossível... Como pude achar isso aqui? - Ainda confusa, colocou a erva dentro de um saco de pano  que havia feito aos nós. 

Estava recolhendo mais um pouco da mesma erva, quando ouve passos. Não podendo ver direito por causa da chuva forte, seu coração batia cada vez mais rápido " E se fosse algum animal?", pensava, " Mas também poderia ser Dakota..". 

Christini: DAKOTA? É VOCÊ? -Gritou, mas nenhuma resposta. Sentiu um arrepio na nuca e logo que os passos começaram a ficar mais rápidos,  sentia alguém a observando. 

Começou a correr entre as árvores altas, que deixava tudo ainda mais escuro, até parar de ouvir os passos que a seguia. Pronto, agora sim estava perdida. Se encostou em uma das àrvores e respirou fundo, até seu coração se acalmar.  

 A chuva estava se acalmando e as nuvens se abriam lentamente, dando espaço para a luz do Sol. Agora podia ver tudo mais claro.  Christini ouvia a respiração de mais alguém além da dela, olhou para atrás da árvore que estava encostada e lá estava, vestida em um longo vestido branco já sujo da terra vermelha, a garota misteriosa, que estava de costas como sempre, apenas podendo ver seus longos cabelos negros. Christini sabia que agora era a chance dela pedir ajuda à tal. Deu um passo em direção à garota misteriosa, até sentir o vento em seus ouvidos sussurrando: " Eu sou Ahadi".  Virou-se rapidamente,  mas não havia ninguém,  até que quando retornou a olhar para a garota, a mesma já havia desaparecido. 

Duas horas haviam se passado e ao contrario de antes, o Sol que estava forte. Christini finalmente avista o vulcão, que desaparecera antes, por causa das árvores altas. Enquanto corria com as forças que restavam até à caverna,  vê Dakota correndo desesperadamente até ela.

Dakota: CHRIS! AONDE ESTEVE?  - Gritou. Ela estava pálida, mas desta vez não era por causa das dores, que parecia ainda sentir. Seu olhar era de medo. Christini suspeitou que algo havia acontecido.
Christini: Dakota, calma! Eu achei as ervas! - Abraçou a amiga que tremia - O que houve?
Dakota: A...Aconteceu algo muito estranho na caverna...

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Continua...

Categories:

4 Responses so far.

  1. AAAH AMEI!
    To curiosa *-*
    Posta quando puder por favor
    Kisses

  2. Oi gatinha =]
    Tudo bom com você?
    Bom, é a Diih do Contrato De Risco sabe?
    Só queria te avisar que eu voltei a postar os capítulos lá! õ/
    Você pode divulgar o CR pra mim? =]
    http://contrato-de-risco.blogspot.com

    Obrigada de qualquer jeito =]
    xo Diih.

  3. Lindo!
    Vocês escrevem muito bem.
    Continuem!

    Bjs :)

  4. Adoreii to super curiosa1!

    Postem logo *-*

Leave a Reply